quinta-feira, janeiro 26, 2006

Retrospectiva de uma eleição

Sábado, Setembro 10, 2005
Por que será Cavaco o próximo PR?

Ao contrário do putativo candidato a PR, Professor Cavaco, eu tenho muitas dúvidas e engano-me com alguma frequência, tal como já aqui referi por mais de uma vez. Mas, se não estou de novo enganado, o próximo PR será o Professor Cavaco. Muito desejaria eu que assim não fosse pois, como também já aqui escrevi, votarei Soares. Considero que a ideia de Cavaco como PR é um equívoco e, apesar de não partilhar da sua visão do mundo, preferia mil vezes vê-lo como ministro das finanças (para o que julgo reunir competências indiscutíveis) do que como PR. Mas julgo, também, que o povo português, crispado, desiludido, deprimido como anda e parco em cultura política, como sempre andou, votará maioritariamente em Cavaco. (i) Porque acredita no mito de D. Sebastião. (ii) Porque pensa que as bibliotecas não fazem falta, mas perceber de finanças é fundamental mesmo para se ser PR. (iii) Porque não gosta do gesto daqueles que retornam em busca do poder que outrora já detiveram. (iv) Porque encontrando-se em situação de acentuada crise e algum desespero, não é da bonomia [Soares é fixe] que outrora via em Soares que esse povo agora espera, mas antes - como se ouve tantas vezes na rua - de alguém com "mão de ferro", como julga ser o caso de Cavaco. Acresce que, desta vez, não há a mínima hipótese de se repetir o incidente da Marinha Grande que deu a vitória a Soares há vinte anos, quando um militante comunista ali agrediu o então arqui-inimigo do PCP. Por via de regra os portugueses (militantes comunistas incluídos) não maltratam os idosos. Ora, agora Soares já goza desse estatuto, pelo que aqueles que acreditam no volte face das sondagens não poderão contar com os efeitos perversos (em sentido favorável) desse gesto agressivo pois, passados vinte anos, não acredito que alguém volte a ter o despautério de sequer beliscar a face de Mário Soares. Esse estatuto senatorial que os portugueses reservam para os idosos inactivos, aos quais falam mais alto, com condescendência e passando a mão pelos respectivos cabelos brancos, correrá contra Soares e, inversamente, beneficiará Cavaco que julgarão ainda merecedor de uma derradeira oportunidade.

1 comentário:

MS disse...

Acho que o sr. foi eleito essencialmente porque ainda há muitas pessoas que se lembram de ter levado uma vida mais ou menos estável enquanto ele foi PM, e com alguma esperança no horizonte...