quarta-feira, agosto 23, 2006

Cortes fora de época

Quando o cobertor é demasiado grande, corta-se de um lado e ele sobra do outro, mas se o cortarmos também do outro, começa a entrar frio por todos os lados. Ou me engano muito, ou vêm aí tempos gelados... [vide DR, decreto-lei nº169/2006 de 17 de Agosto].

Sobre a geração graça

Não tenho nada com isso, pois nem sequer sou dessa geração, mas sempre direi que é preferível ser engraçadinho do que não ter graça nenhuma. Pior ainda, porém, é não ter sentido de humor. Isso já é falta de inteligência. Mas ter um sentido de humor nada biunívoco, isso então, já é petulância.

Guardador de rebanhos

Eu quando estou a guardar as minhas ovelhas passo semanas e semanas sem falar com os amigos e sem escrever em blogs.

segunda-feira, agosto 07, 2006

Anti-misóginos

Eu cá, misoginia não é comigo. Não me importava nada de ter acordado hoje a ver alguém acordar assim...

Na lusitânia nada de novo

Tenho andado afastado das lides bloguistas, como já se terá percebido. Hoje resolvi voltar, numa promenade. Tudo igualzinho. Quem disse que o mundo muda cada vez mais depressa estava muito enganado. Ou melhor, o mundo até pode estar a mudar cada vez mais depressa, mas este país permanece sempre igualzinho a si próprio. É um consolo para a alma olharmos, vermos e lermos que há coisas que não mudam. Só isso nos dá esta segurança ontológica onde as identidades aqui ancoradas se fundamentam.