sexta-feira, novembro 20, 2009

quarta-feira, setembro 30, 2009

Vulnerabilidade

Apesar de suficientemente encriptado para ser ininteligível, o discurso do senhor Presidente da República é que é de uma confrangedora vulnerabilidade.

sexta-feira, setembro 25, 2009

O embuste de última hora

O último trunfo do PSD e do PCP é dar a entender a hipótese de o PS poder estar perto da vitória como táctica de mobilização do voto dos abstencionistas e adormecimento dos potenciais eleitores do PS. Se as hostes socialistas embarcam neste embuste correm o risco de perder as eleições.

Campanhas

Alguém dentro da redacção de um jornal resolve divulgar a outros jornais uma troca de correspondência sobre uma manobra torpe para liquidar um partido e o seu líder. Para Pacheco Pereira o acto de divulgação e denúncia daquela manobra torpe é que é eticamente reprovável, não a tramóia em si.

sábado, setembro 19, 2009

Esmiuçando o jornalista analista-comentador-director

Interrompo o meu silêncio para pedir um esclarecimento. Será que entendi bem? Na SIC-Notícias, José Manuel Fernandes, jornalista, analista, comentador e director do Público, referiu em dado momento de uma entrevista em que fez a análise do 'caso das escutas à Presidência' :

'O jornal Público não publica notícias por encomenda'

Mais adiante, na mesma intervenção televisiva, o mesmo JMF, a propósito de uma notícia sobre o mesmo caso surgida no Diário de Noticias refere:

'Andamos nisto há muitos anos, todos nós sabemos como se colocam noticias nos jornais e televisões'


Vamos lá ver se percebi: O Publico não é um jornal? Ou, 'notícias por encomenda' e 'colocar notícias nos jornais' são coisas diferentes? Ou será que se 'colocam notícias' em todos os jornais e televisões menos no jornal Público?

sexta-feira, agosto 07, 2009

Wishful thinking

A noite passada passeava o cão pelas ruas do meu bairro e, lembrando-me da opinião de um colega e ex-residente sobre o bairro, comentei:

- As ruas estão desertas, não se vê nem um cão...

Respondeu-me o cão:

- Pior do que isso é que não se vê nem uma cadela...

Moral da história: A opinião sobre uma determinada realidade depende, frequentemente, da expectativa que dessa realidade tem o autor da opinião.

quinta-feira, agosto 06, 2009

Coisas que realmente (me) importam...



Deixei de fumar!

Como alguém diria: Já fui feliz aqui...



Mr. L. Cohen; Pavilhão Atlântico, Lisboa, 30 de Julho de 2009.

Errare machina est

Sugestão do corrector ortográfico do word, segundo ele devido a 'um erro de concordância':

"Esse carácter ‘decisional’ é, de resto, progressivamente, um característico intrínseco (...)".

Coisas que realmente importam...

quarta-feira, maio 27, 2009

E depois da crise?

Os discursos que por aí se ouvem a propósito da crise estão no século XIX. Enquanto isso há quem esteja a trabalhar para depois da crise. Ora vejam aqui:

quinta-feira, maio 14, 2009

Os valores, as moedas e a sua relatividade

Este texto bem humorado de Rui Pena Pires é imperdível sobre os valores, as moedas e a sua relatividade: ora leia!

quarta-feira, maio 13, 2009

Coerência e argumentos de autoridade com base na antiguidade

1. Um dos argumentos de Manuel Alegre para a defesa das suas críticas aos partidos e, particularmente, ao PS é o fechamento destes, referindo, frequentemente, a necessiade dos partidos se abrirem aos cidadãos, à sociedade civil, e não serem organizações voltadas para si próprias.

Ora, poder-se-á questionar qual a coerência daquele princípio com este argumento:


"Acho que ele [Vital Moreira, candidato independente pelo PS] deve ocupar-se da campanha para as europeias porque da vida interna do PS e do seu grupo parlamentar sabemos nós, de acordo com a pluralidade e a liberdade de pensamento e de expressão que fazem parte da nossa tradição e da identidade do PS",

2. Manuel Alegre argumenta, recorrentemente, com a autoridade que lhe advém da sua antiguidade como militante do PS e como lutador pela liberdade. Independentemente do valor em si mesmo de um passado de luta pela liberdade que, certamente, ninguém lhe disputará, o argumento de autoridade com base na antiguidade é, pela sua própria natureza, um argumento reaccionário e conservador, revelando, como dizia no outro dia um colega meu, uma "concepção aristocrática da política", que é, acrescento eu, contrária aos valores republicanos e desajustada face às modernas democracias.

sexta-feira, maio 01, 2009

Por ocasião de uma tentativa de inovação da velha Feira do Livro

À atenção de editores e livreiros: Espresso Book Machine.

Novidades da Feira do Livro

Ao lado da revista Ler História, "a biografia do cantor romântico José Alberto Reis". Ao lado da revista Egoista, um livro cujo o título versa assim: "A arte do sexo oral por uma anónima que sabe do que fala".

Vital Moreira foi insultado e agredido na manif da CGTP

O que poderia ser uma nova versão de um velho slogan, ou uma velha ideologia de um partido velho: Assim...se vê...a democracia à PCP...Assim...se vê...a democracia à PCP.

A televisão oficial do governo

A RTP tem agora, em horário nobre a seguir ao telejornal de sexta-feira, um frente-a-frente, para não se ficar atrás dos outros canais. A semana passada os oponentes no debate eram um militante do BE e Garcia Pereira. Os pontos em desacordo não apareceram. Os dois estavam de acordo em tudo. Esta semana não. Esta semana foi diferente. Os oponentes eram: um militante da esquerda à esquerda do PS e... Garcia Pereira. Para ambos o governo tem "uma política de direita a favor do grande capital e contra os trabalhadores". Quem será o convidado de Garcia Pereira da semana que vem é, pois, a grande novidade que devemos esperar daquele debate. O contraditório é, portanto, absoluto e constante e a perspectiva do governo aquela que domina nos debates da RTP. É esta a televisão governamentalizada de que fala Pacheco Pereira?

sexta-feira, março 27, 2009

sábado, março 21, 2009

Notícias do bloqueio

Claro que a questão não está em o Papa defender aquilo em que acredita. A questão está naquilo em que o Papa acredita.

sexta-feira, março 20, 2009

Diário digital de um urbanita com a vida presa por um cabo de fibra óptica

Juro que só saí de casa para ir buscar o telemóvel ao carro que está na garagem (esqueci-me dele lá ontem à noite), mas comprei duas camisas ao Scott Baron que é inglês e nunca o vi mais gordo, um par de óculos na Malásia, conversei com o LNT , que não conheço pessoalmente, sobre Twitters e HTML, ainda conversei com o Paulo Pedroso, através dos nossos blogs e twitters, sobre habitação social e políticas sociais urbanas, coloquei um ficheiro de trabalho em pdf que enviei por e-mail para 5 pessoas e disse a uma colega, sem que a tenha visto, que devia dizer a um aluno para ir à B-On tirar um artigo e outro à www, pois aquela revista é publicada em versão digital.

Agora estou cansado. Vou comprar uns frangos assados. Mas, para desanuviar, vou mesmo à loja em vez de os pedir por telefone.

segunda-feira, março 16, 2009

Blog Cidades

Um novo blog foi criado para publicação de textos de reflexão e debate sobre Cidades. O primeiro post é uma réplica a um post de Paulo Pedroso e surge a propósito da ideia de competição e cooperação e da necessidade de um novo paradigma urbano.

sábado, março 07, 2009

As forças de bloqueio civilizacional

O facto da Igreja brasileira ter excomungado uma criança de nove anos e a sua família, por terem interrompido uma gravidez fruto de abusos sexuais, e nada dizerem sobre a barbaridade desses abusos e do seu autor, diz tudo sobre a matriz cultural e ideológica dessa instituição que é a Igreja.

sexta-feira, março 06, 2009

Blogs em forma de SMS

O que vem a ser isto?

Cara de pau

Apelos à contenção e redução no 'consumo excessivo' dirigidos a quem tem 'vivido acima do que pode', vindos de quem tem a 'barriga cheia de consumo', é muita cara de pau.

TVI 24

Eis um canal de televisão objectivo e plural. À volta de uma mesa vários convivas convidados e nem um só (para amostra) em voz dissonante, sobre um congresso partidário do último fim de semana.